Bryan Randall, namorado de Sandra Bullock, perde a batalha contra a ELA e morre aos 57 anos

Bryan Randall
Instagram / Sandra Bullock

Bryan Randall, conhecido por seu relacionamento de longa data com a atriz Sandra Bullock, faleceu aos 57 anos após uma batalha de três anos contra a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença neurológica degenerativa também conhecida como doença de Lou Gehrig.

A família de Randall confirmou sua morte em 5 de agosto, destacando que ele escolheu manter sua jornada com a ELA privada. “Aqueles de nós que cuidamos dele, fizeram o possível para honrar seu pedido”, disse a família em um comunicado oficial. Eles também expressaram gratidão aos médicos e enfermeiras que ajudaram Randall durante sua batalha contra a doença.

Randall, um fotógrafo de profissão, conheceu Bullock em 2015 quando foi contratado para fotografar o aniversário de seu filho. O casal começou a viver junto no ano seguinte, com Randall se tornando uma figura paterna para os filhos de Bullock, Louis e Laila.

O que é a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)?

A ELA é uma doença que afeta o sistema nervoso de forma degenerativa e progressiva, resultando em paralisia motora irreversível. Pacientes com ELA sofrem paralisia gradual e morte precoce devido à perda de capacidades cruciais, como falar, mover-se, engolir e até mesmo respirar.

Atualmente, não há cura para a ELA e, com o tempo, os pacientes perdem progressivamente a capacidade de cuidar de si mesmos. A morte geralmente ocorre entre três e cinco anos após o diagnóstico, embora cerca de 25% dos pacientes sobrevivam por mais de cinco anos após o diagnóstico.

A ELA ganhou visibilidade global por meio do físico britânico Stephen Hawking, que foi um dos portadores mais conhecidos da doença e faleceu em 2018.

Siga-nos nas redes sociais!

plugins premium WordPress